Novas evidências mostram que a cepa do micróbio pode tratar oralmente a inflamação sistêmica na psoríase

LUGANO, 29 de outubro de 2020 – Inovações disruptivas em psoríase lideram o 29º Congresso da EADV, EADV Virtual. Novos dados publicados hoje mostram a primeira evidência clínica da modulação da inflamação sistêmica pela administração oral de um micróbio comensal de única cepa não vivo. Esta nova classe terapêutica traz esperança para uma forma completamente nova de tratar esta doença debilitante da pele (1).

O estudo clínico de fase 1b, da Evelo Biosciences, avaliou EDP1815, uma preparação de um não vivo cepa única da bactéria Prevotella histicola, isolada do intestino delgado de um doador humano, em duas coortes de 12 e 18 pacientes com psoríase leve a moderada por 28 dias, com seguimento sem tratamento por 42 dias. O EDP1815 é uma terapia experimental administrada por via oral que está sendo desenvolvida para o tratamento de doenças inflamatórias, mas nunca foi usada para uma doença humana antes.

O intestino delgado desempenha um papel central no governo dos sistemas imunológico, metabólico e neurológico do corpo. Quando o micróbio oral é administrado, ele interage com uma rede de conexões entre o intestino delgado e o resto do corpo, criando uma resposta imunológica terapêutica sistêmica, sem ser absorvido pelo corpo. Este mecanismo fisiológico de controle não mostrou causar qualquer supressão imunológica, reduzindo ainda mais o risco de efeitos colaterais, como infecções.

Os resultados iniciais mostraram que o EDP1815 foi bem tolerado em doses diárias de até 8,0×101 células administradas por até 28 dias, com um perfil de tolerabilidade comparável ao do placebo, sem efeitos adversos graves relatados. No dia 28, a redução percentual média na pontuação do Índice de Gravidade da Área da Psoríase (PASI) para ambas as coortes EDP1815 foi de 16%, em comparação com 1% para o placebo; com uma melhora adicional para 21% na coorte de alta dose no dia 42, mas não na coorte de baixa dose (10%) ou coorte de placebo (3%). Isto é indicativo de efeito clínico sustentado e contínuo com a dose mais alta. A redução média nos escores de gravidade da lesão (LSS) em 28 dias foi de 15% e 23% nas coortes de alta e baixa dose, respectivamente, em comparação com um aumento de 1% da linha de base no grupo de placebo. Novamente, uma melhora clínica adicional, para uma redução de 24%, foi observada na coorte de alta dose.

Dr. Douglas Maslin, Dermatologista e Farmacologista do Hospital Addenbrooke em Cambridge, Reino Unido, trabalhando em destacamento com a Evelo Biosciences. explica: “Embora várias opções de tratamento estejam disponíveis para pacientes com psoríase com a doença mais grave, há uma grande necessidade de novos métodos inovadores para aqueles que vivem com a doença leve a moderada. Decidi trabalhar com a Evelo Biosciences depois de ver o enorme potencial no EDP1815 e seu mecanismo de ação oral. É um verdadeiro avanço, especialmente como vimos nos ensaios pré-clínicos e de fase I que foi bem tolerado, sem diferença geral em relação ao placebo e sem efeitos colaterais graves relatados. Estamos extremamente encorajados para ver se estes dados apoiam o desenvolvimento clínico de EDP1815 na psoríase. Já estamos em ensaios clínicos de fase II no Reino Unido, Polónia e EUA. Esta é uma vitória potencialmente massiva para os ma maioria dos pacientes com psoríase, pois tem o potencial de melhorar as opções de tratamento e talvez mudar o padrão atual de tratamento. ”

Novas diretrizes e tratamentos promissores em psoríase no EADV Virtual

EADV Virtual deste ano, que é lançado no World O Dia da Psoríase apresentará algumas das inovações e tendências mais recentes em psoríase e as principais atualizações no campo. Hoje, isso inclui uma apresentação do Professor Dr. Rolland Gyulai, da Hungria, que compartilhará as novas diretrizes europeias e americanas de 2020 e discutirá os últimos ensaios clínicos e onde ainda há lugar para tratamentos sistêmicos clássicos (2).

Além disso, a Professora Associada Eniko Sonkoly do Departamento de Medicina Solna, Instituto Karolinska / Hospital Universitário Karolinska Solna na Suécia, apresentará uma revisão do pipeline existente e futuro de pequenas moléculas que mostram grande potencial no gerenciamento e tratamento a condição (3). O professor Sonkoly explica: “Embora existam muitos produtos biológicos eficazes, eles não são adequados para todos os pacientes com psoríase. Há uma necessidade de novos tratamentos orais e tópicos com perfis de segurança favoráveis ​​que podem beneficiar pacientes leves, moderados e graves, melhorando sua qualidade de vida. Moléculas pequenas têm a vantagem de serem adequadas para administração oral e tópica e têm o potencial de melhorar as opções de tratamento disponíveis. ”

###

Notas aos Editores

Uma referência ao 29º Congresso da Academia Europeia de Dermatologia e Venereologia (EADV), EADV Virtual ou EADV Virtual 2020 devem ser incluídos ao comunicar qualquer informação neste comunicado de imprensa.

Contato:

Para mais informações ou para marcar uma entrevista com um especialista, entre em contato com [email protected] ou:

Lewis Picton – Assessoria de imprensa da EADV
[email protected]
44 (0) 208 971 6419

Nina Vadjaraganian – Assessoria de Imprensa da EADV
[email protected] Reino Unido
44 (0) 208 971 6408

Sophie Graham – Assessoria de imprensa da EADV
[email protected]
44 (0) 208 971 6413

Sobre Psoríase

A psoríase é uma doença inflamatória imunomediada sistêmica crônica se que causa placas e escamas elevadas na superfície da pele (4). A gravidade pode variar de algumas placas vermelhas esparsas e escamosas até o envolvimento de quase toda a superfície do corpo – também pode aumentar e diminuir sua gravidade com o tempo (5). Existem muitos tipos diferentes de psoríase, mas a mais comum é a psoríase em placas, que é encontrada em 80% das pessoas com a doença (6). A psoríase afeta 2-3% da população adulta mundial, e

Para saber mais, visite: https: / / eadv. org / cms-admin / showfile / 9635-EADV% 20PSORIASIS-1-A% 20closer% 20look. pdf

Sobre EDP1815:

EDP1815 é uma preparação farmacêutica não viva de uma única cepa de Prevotella histicola isolada do duodeno de um doador humano. Possui potentes efeitos antiinflamatórios em células imunes humanas in vitro e em modelos de camundongos in vivo. Pré-clinicamente, o EDP1815 desregula sistemicamente várias citocinas, incluindo TNF, IL-4, IL-6 e IL-17, sem suprimir os interferons tipo 1. Esses efeitos são dependentes da sinalização de IL-10 e estão associados ao aumento da expressão epitelial de FoxP3. O EDP1815 atua no eixo do intestino delgado, a rede de conexões entre o intestino delgado e o resto do corpo. Ele provoca efeitos terapêuticos sistêmicos sem absorção sistêmica ou modificação do microbioma. As células epiteliais e dendríticas na mucosa do intestino delgado coletam amostras continuamente do conteúdo do lúmen. Uma vez expostas a EDP1815, essas células modulam a inflamação sistemicamente por meio da sinalização de citocinas e do tráfego de células T. EDP1815 reduziu significativamente a inflamação Th1, Th2 e Th17 em modelos de camundongos pré-clínicos, incluindo hipersensibilidade do tipo retardado da lapa, modelo MC903 de dermatite alérgica, inflamação da pele induzida por imiquimod e encefalomielite autoimune experimental.

Sobre a EADV:

Fundada em 1987, a EADV é a comunidade líder para aprofundar o conhecimento dos profissionais de saúde e defensores no campo da dermatologia e venereologia. É uma organização sem fins lucrativos com mais de 7.000 membros, em 113 diferentes países do mundo, prestando um serviço valioso para todo tipo de profissional dermato-venereologista. A EADV está empenhada em melhorar a qualidade do atendimento ao paciente, educação médica contínua para todos os dermato-venereologistas dentro e fora da Europa, e defesa em nome da especialidade e dos pacientes. Para saber mais, visite https: / / www. eadv. org / .

Sobre a EADV Virtual:

O Congresso deste ano é inédito na história da EADV. EADV Virtual – Novas Fronteiras em Dermatologia e Venereologia oferece uma oportunidade excepcional para colegas de todo o mundo explorarem os mais recentes desenvolvimentos em ciência e atendimento ao paciente que estão no centro da missão da academia. A experiência do usuário é envolvente e simples de seguir. Para saber mais, acesse https: / / eadvvirtualcongress. org /

Referências:

(1) Maslin D, Carpenter N, Dutta P et. al . SEGURANÇA E EFICÁCIA DE UM MICROBO COMENSAL ADMINISTRADO ORALMENTE DE ÚNICO TENSÃO EM PSORÍASE APÓS 28 DIAS DE TERAPIA: EDP1815 Resumo no 2039 EADV Virtual, 29-31 de outubro de 2020.

(2) Gyulai R. Quando usar o tratamento sistêmico clássico, EADV Virtual, 29 de outubro de 2020. Doenças inflamatórias: Sessão de psoríase, 11: 15-11: 30:
(3) Sonkoly E. Moléculas pequenas existentes e futuras, EADV Virtual, 29 de outubro de 2020. Doenças inflamatórias: sessão de psoríase, 12; 00-12: 15
(4) Psoriasis.org. Sobre a psoríase. Disponível em: https: / / www. psoríase. org / about-psoríase / Acessado em outubro de 2020
(5) Paris R, et al . (2013) Global Epidemiology of Psoriasis: A Systematic Review of Incidence and Prevalence. Journal of Investigative Dermatology . 133 (2): 377-385.
(6) Psoríase.com. Sobre a psoríase. Disponível em: https: / / www. psoríase. com / about-psoríase / tipos de psoríase Acessado em outubro de 2020
(7) EADV. Folheto informativo para pacientes. Psoríase, um olhar mais atento. Disponível em: https: / / eadv. org / cms-admin / showfile / 9635-EADV% 20PSORIASIS-1-A% 20closer% 20look. pdf Acessado em outubro de 2020
(8) Psoriasis.org. Estatísticas da psoríase. Disponível em: https: / / www. psoríase. org / psoríase-statistics / #: ~: text= Prevalência e texto= 1% 5D – , 125% 20 milhões% 20pessoas% 20 mundial% E2% 80% 942% 20a% 203% 20% 20% 20o , o% 20World% 20Psoriasis% 20Day% 20consortium Acessado em outubro de 2020
(9) Global psoriasis atlas. Disponível em: https: / / globalpsoriasisatlas. org Acessado em outubro de 2020

Isenção de responsabilidade: AAAS e EurekAlert! não são responsáveis ​​pela exatidão dos comunicados à imprensa publicados no EurekAlert! por instituições contribuintes ou para o uso de qualquer informação por meio do sistema EurekAlert.

Fonte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *