A FedEx, patrocinadora da equipe da NFL de Washington, solicita formalmente a alteração do nome da equipe

Uma visão geral do FedEx Field em Landover, Maryland. Mark Tenally / AP ocultar legenda

alternar legenda

Mark Tenally / AP

Uma visão geral do FedEx Field em Landover, Maryland

Mark Tenally / AP

A FedEx, patrocinadora do estádio do Washington Redskins ‘, está pedindo à equipe que mude seu nome após um relatório de que os investidores estão fazendo lobby para que a empresa corte laços com a equipe da Liga Nacional de Futebol Americano

.

A FedEx, que pagou US $ 205 milhões em 1999 pelos direitos de nomeação para o estádio do time em Landover, Maryland, disse em comunicado divulgado na quinta-feira que “havia se comunicado à equipe” em Washington, solicitamos que eles mudem o nome da equipe. “

DECLARAÇÃO DE FEDEX SOBRE O @ Redskins NOME:

“Comunicamos à equipe em Washington nosso pedido para que alterem o nome da equipe.” @ fox5dc estendeu a mão para a equipe. Eles não têm comentários no momento. # Redskins

– Ike Ejiochi (@IkeEjiochi) 2 de julho de 2020

A solicitação segue um relatório no AdWeek na quarta-feira que cartas assinadas por 87 empresas de investimento e acionistas no valor de US $ 620 bilhões haviam solicitado à FedEx, Nike e PepsiCo que cortassem os laços comerciais com a equipe, a menos que ela concordasse com a mudança de nome. .

O CEO da FedEx, Fred Smith, é proprietário minoritário da equipe. No entanto, o proprietário majoritário, Daniel Snyder – que comprou a equipe em 1999 – não mostrou nenhuma inclinação para mudar o nome.

A carta à Nike de investidores citaram o Black Lives Matter como “focando a atenção do mundo em séculos de racismo sistêmico”.

“[We] estão testemunhando uma nova onda de oposição ao nome da equipe “, dizia. “Portanto, está na hora da Nike conhecer a magnitude deste momento, deixar clara sua oposição ao nome da equipe racista e tomar medidas tangíveis e significativas para exercer pressão sobre a equipe e deixar de usá-la.”

Embora uma pesquisa realizada em 2016 descobriu que a maioria dos nativos americanos não considerava o nome da equipe ofensivo, um pesquisa publicada pela Universidade da Califórnia em Berkeley anteriormente este ano mostrou que quase metade dos 1.000 nativos americanos pesquisados ​​concordou ou concordou fortemente que o nome da equipe de Washington é ofensivo.

A controvérsia sobre o nome continua há anos. Mas o recente protesto do Black Lives Matter deu um novo impulso à mudança.

Um oficial da NFL confirmou quinta-feira que a liga pretende toque “Lift Every Voice and Sing”, freqüentemente chamado de hino nacional dos negros, no jogo de abertura de cada time após o “The Star Spangled Banner”.

Em outro sinal Em troca, o comissário da NFL Roger Goodell disse no mês passado que daria as boas-vindas ao ex-San Francisco 49er Colin Kaepernick de volta à liga três anos depois que o quarterback foi efetivamente excluído da NFL por chamar a atenção para a injustiça racial ao se ajoelhar durante a versão pré-jogo de o hino nacional.

Fonte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *